Como funciona o processo de fusão entre escritório de advocacia

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp

É bem provável que você já tenha escutado alguma notícia sobre fusão entre empresas, não é mesmo?

Mas e na advocacia? Como funciona o processo de fusão?

Essa é uma prática que têm se tornado cada vez mais comum entre advogados, seja para:

  • Redução de custos;
  • Buscar por maiores vantagens competitivas;
  • Aumento de receita;
  • Desejo de expandir a área de atuação;
  • Aproveitar a sinergia entre profissionais, dentre outros motivos.

Contudo, apesar trazer muitos benefícios, é essencial saber como funciona o processo de fusão entre escritórios de advocacia antes de fechar qualquer negócio.

Quer saber mais sobre esse assunto?

Então vamos lá!

O que é a fusão entre escritórios de advocacia?

De acordo com a legislação brasileira, (Código Civil e Lei de Sociedades por Ações), fusão é:

  • A operação na qual se unem duas ou mais sociedades, que são extintas como resultado desse processo; assim, a nova empresa gerada pela fusão passa a suceder a empresa extinta em todas suas obrigações e direitos.

Desse modo, os escritórios de advocacia que se fundem deixam de existir juridicamente e passam a constituir uma única sociedade. A nova pessoa jurídica, então, assume todos os direitos, deveres e obrigações das sociedades originárias.

Vale salientar que, em todo esse processo é extremamente recomendado que se tenha o acompanhamento de especialistas no assunto, sobretudo da área contábil, fiscal, tributária e, da própria área jurídica.

Confira Nossas Especialidades - Contabilidade em Brasília - DF | Integral Prime Assessoria Contábil

Como ter uma fusão entre escritórios de advocacia bem-sucedida

O escritório de advocacia tem muito mais chances de ser bem-sucedido em sua fusão quando há um eficiente planejamento estratégico de negócio coerente e sólido, que busca, muito além do que uma simples equação matemática de soma de faturamento, mas também os propósitos e sinergia de trabalho.

Dessa forma, o produto deve ser um escritório em que o conjunto de habilidades e especializações de seus profissionais seja capaz de produzir maior valor para o cliente do que qualquer outro tipo de empreendimento pode produzir sozinho.

Não podemos deixar de ressaltar os motivos de insucesso ou falha de uma fusão, que são vários, incluindo:

  • Desempenho financeiro muito abaixo do projetado;
  • Perda de advogados-chaves;
  • Problemas de liderança e gestão;
  • Perda de clientes pelos mais diversos motivos, etc.

Nesse cenário, o planejamento estratégico e o cuidado com os detalhes no processo de fusão são fundamentais.

Como funciona o processo de fusão entre escritórios de advocacia

Antes de uma sociedade de advogados considerar sua entrada em um processo de fusão, é preciso que seja realizado uma avaliação econômica financeira correta de todas as partes que estarão envolvidas na operação juntamente com ele.

Ou seja, é fundamental que a decisão do advogado ou de todos os sócios, seja precedida de estudos de viabilidade.

Após essa avaliação, os escritórios de advocacia envolvidos devem firmar os contratos preliminares, como o acordo de confidencialidade, que é o acordo que permite que as sociedades tenham acesso às informações mais profundas uma da outra.

Feito isso, as sociedades podem passar a negociar a carta de intenções, que tem por objetivo registrar, por escrito, os termos básicos da operação e negociação prévia entre elas.

O próximo passo, é realizar o processo de due diligence, em que as partes trocam uma série de documentos a fim de detectar possíveis perdas não relatadas, contingências ocultas ou mesmo aspectos impeditivos à operação de fusão.

Concluídos os esclarecimentos dos pontos encontrados e a auditoria, começa a etapa de elaboração dos documentos definitivos onde as partes envolvidas definem responsáveis, marcas que continuarão a utilizar, titularidade das mesmas, entre outros fatores importantes em um processo de fusão entre escritórios de advocacia.

E por último, segue a fase do fechamento, representada pela assinatura dos contratos, correspondente entrega de capital e transferência de recursos acordados.

Portanto, é certo que um processo de fusão entre sociedades de advogados pode trazer diversas vantagens às partes envolvidas e, para o sucesso da fusão ocorrer, é primordial a participação de uma assessoria contábil especializada, como forma mais segura de mitigar riscos.

E se você precisa de ajuda nesse sentido, venha conversar conosco!

Quero Agendar Uma Reunião - Contabilidade em Brasília - DF | Integral Prime Assessoria Contábil

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp
Share on email
Share on print

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *