O que é Compliance? Como ele pode ajudar minha empresa?

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp

Um dos principais medos dos empresários em geral, é que o negócio acabe se envolvendo em escândalos de corrupção. No Brasil, temos recentes e inúmeros casos que envolveram grande nomes empresariais do país em práticas ilícitas. 

Desse modo, além de impactar diretamente o faturamento, tais ações prejudicam a credibilidade da organização. Como todos sabem, construir a imagem da empresa perante o mercado e os consumidores não é fácil — demanda tempo e dedicação. 

Sendo assim, casos de corrupção podem colocar todo o esforço a perder e causarem assim, danos irreversíveis ao negócio. Felizmente, existem formas, como o conceito compliance, que ajudam a então, evitar que isso aconteça. Não é por acaso que esse é um dos segmentos mais promissores para auditores, advogados e contadores especializados. 

Quer saber o que é compliance? Então continue acompanhando o artigo! 

Compreenda o que é compliance 

Compliance é uma palavra que vem do termo em inglês “to comply”, que significa estar de acordo com as normas, leis, controles internos e demais políticas estabelecidas pela empresa. Dessa forma, o objetivo da prática é que a organização respeite então, as regras estabelecidas por todos os órgãos regulamentadores do segmento em que ela atua. 

Isso significa estar em dia com as exigências trabalhistas, ambientais, fiscais, financeiras, previdenciária, ética, social. O resultado de colocar o compliance em prática é ter a empresa com uma boa relação com os poderes públicos, demais organizações e consumidores. 

Desse modo, ser empresário é ter que lidar com riscos e assim,  o compliance é uma forma de reduzir as chances de que esses riscos comprometam a credibilidade e então,  o futuro do negócio, bem como resultem em prejuízos financeiros (multas, juros). 

Surgimento no Brasil 

Compreendeu o que é compliance? O conceito compliance surgiu na virada do século XX, com a criação do Banco Central dos Estados Unidos. No entanto, no Brasil, de acordo com a Associação Brasileira de Bancos Internacionais (ABBI), a prática entrou em pauta com a abertura do mercado à propaganda do Governo de Fernando Collor. 

Apesar de algumas mudanças terem sido notadas na época, o conceito voltou a ganhar destaque por conta da Lei Anticorrupção Nº12846/2013. Entre outras atribuições o texto determina a criação do Cadastro Nacional de Empresas Punidas – CNEP “que reunirá e dará então, publicidade às sanções aplicadas pelos órgãos ou entidades dos Poderes Executivo, Legislativo e Judiciário de todas as esferas de governo”. Sendo assim, irregulares cometidas pelas empresas não são guardadas em segredo.

Confira Nossas Especialidades - Contabilidade em Brasília - DF | Integral Prime Assessoria Contábil 

Saiba como aplicar o compliance 

Como vimos, o compliance é uma prática que pode ajudar as empresas a terem assim, mais segurança e transparência em suas ações. Agora que você já entendeu o que é compliance, podemos então, destacar algumas orientações para aplicar o conceito de forma prática. 

  • desenvolvendo um código de ética com linguagem objetiva e acessível;
  • educando os funcionários sobre a importância de respeitar as normas estabelecidas (regras que devem ser seguidas por todos, incluindo a administração da organização);
  • criar canais onde os funcionários possam denunciar casos em que as regras foram desrespeitadas dentro da empresa;
  • desenvolver projetos para aprimorar o atendimento às normas técnicas;
  • analisar os riscos operacionais e trabalhar para reduzi-los. 

Como vimos, são muitas tarefas que precisam ser executadas, monitoradas e melhoradas para então,  implantar o compliance efetivamente. É possível, e recomendado, contratar profissionais especializados para realizar essas atividades. 

Entendeu o que é compliance? O conceito que faz com que a empresa siga as normas internas e externas estabelecidas para a sua atuação no mercado, traz diversos benefícios ao negócio. Economia, redução no número de acidentes, melhora na credibilidade com o público, economia no pagamento de juros e multas, são alguns exemplos de vantagens da prática. 

Gostou de aprender o que é compliance? Cadastre-se em nosso newsletter e receba nossos artigos em sua caixa de e-mail! 

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp
Share on email
Share on print

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *