Holding patrimonial: de que você precisa saber?

Saiba tudo sobre uma holding patrimonial e entenda mais detalhes sobre essa modalidade empresarial

Confira, neste artigo, todas as informações necessárias para que você tenha melhor compreensão quanto ao que se refere às holdings patrimoniais

Constituir uma empresa é uma tarefa um tanto quanto complicada, vide todas as burocracias que existem.

Contudo, existem algumas complexidades pelas quais vale a pena passar, por maiores que sejam as dúvidas em seu início.

Uma holding, por exemplo, pode ser uma forma viável e eficaz de administrar.

A holding patrimonial trata-se de uma empresa aberta com a total finalidade de gerir os bens e os imóveis de todos os sócios envolvidos.

Além disso, oferece uma série de vantagens, como, por exemplo, planejamento adequado e estratégias para redução tributária eficiente.

Em suma, podemos dizer, então, que a holding patrimonial é uma empresa cujo objetivo é administrar o patrimônio, como o próprio nome sugere, de um grupo de pessoas.

Pensando nisso, trouxemos este conteúdo para abordar todas as informações necessárias a fim de que compreenda, de fato, o que é uma holding.

Continue conosco e tenha uma ótima leitura!

Vamos ao que realmente interessa!

Holding patrimonial: conheça todos os detalhes!

O modelo empresarial de uma holding é constituído pelo patrimônio dos sócios da empresa em questão.

Por esse motivo é que recebe o nome de holding patrimonial.

Isso ocorre de acordo com a integralização dos bens imóveis que estão nos nomes de todos que participam da sociedade, enquanto pessoas físicas.

Esses indivíduos acabam transferindo as posses que possuem, bem como suas propriedades, para a holding, que, por sua vez, faz a administração e exerce todos os cuidados necessários quanto ao que está sobre seus domínios.

Pode parecer algo diferente, um tanto complexo ou até mesmo confuso, mas podemos assegurar que a abertura de uma holding patrimonial oferece diversos benefícios para aqueles que participam dessa modalidade de negócio.

Dentre os principais benefícios, estão aqueles que  envolvem às questões tributárias, visto que os impostos cobrados são menores para aqueles que atuam como pessoas jurídicas.

Mas, afinal, você sabe o que, realmente, é uma holding patrimonial?

Antes de prosseguirmos com o nosso artigo, apresentaremos detalhadamente um pouco mais sobre esse modelo de empresa.

O que é uma holding patrimonial?

Uma holding patrimonial pode confundir aqueles que procuram novas formas de constituir uma empresa, afinal nem todos possuem o devido conhecimento.

Trata-se de uma empresa aberta com o intuito de gerir tudo o que for considerado como bens imóveis das pessoas que participam da sociedade do negócio.

O termo holding refere-se a “reter”, ou segurar, por exemplo.

Sendo assim, uma holding patrimonial pode ser definida como uma empresa a qual possui algo.

Neste caso, em específico, considera-se, realmente, os bens imóveis e os patrimônios das pessoas físicas envolvidas na holding patrimonial.

Quais são as suas características?

As holdings patrimoniais possuem uma série de características que, antes de serem constituídas, precisam ser consideradas e compreendidas pelo empresário em questão.

Dessa forma, evita-se maiores problemas e empecilhos quanto às definições.

É importante ressaltar que uma holding representa aquela empresa que não realiza, usualmente, operações de âmbito comercial.

Diante disso, apenas faz a administração do patrimônio que está em seu poder.

Elas (as holdings) possuem composição de ativos de diferentes empresas ou companhias.

Alguns dos exemplos mais comuns que podemos citar são:

  • Ações;
  • Títulos;
  • Imóveis;
  • Direitos autorais;
  • Marcas e patentes registradas.

Diante desse cenário, uma holding patrimonial realiza a integralização de capital social, que se refere à entrega oficial de algo para a constituição de uma empresa.

Ou seja, os patrimônios pertencentes às pessoas físicas passarão a pertencer a uma pessoa jurídica.

O que significa a integralização de capital?

A integralização de capital, que ocorre nas holdings patrimoniais, nada mais é do que o processo em que o sócio, ou componente da empresa constituída, entrega seus bens imóveis, ou aquilo que tenha valor, durante a emissão do contrato social durante o processo de constituição da empresa.

Esses valores, além de bens imóveis, podem ser em forma de bens móveis, títulos de créditos ou até mesmo dinheiro.

Trata-se da formalidade prometida por um dos sócios da holding na hora de sua constituição.

Contudo, vale ressaltar que é preciso atentar-se a uma série de fatores, pois existem diversas modalidades de holding, como a patrimonial.

No tópico a seguir, trataremos sobre as principais. Acompanhe!

Quais são as modalidades relativas a uma holding?

Além da tão conhecida holding patrimonial, é preciso que você, empresário, conheça os diferentes modelos de holdings que existem.

Desse modo, poderá ter maior clareza quanto à função e ao objetivo de cada uma delas.

Confira abaixo quais são elas!

  • Holding de controle: visa garantir a administração do próprio negócio, bem como assegurar a melhor gestão possível;
  • Holding mista: não se restringe às ações a serem executadas na rotina da empresa, o que permite envolvimento em questões operacionais, por exemplo;
  • Holding de administrativa: possui o objetivo de otimizar as decisões a serem tomadas, através de uma administração profissional;
  • Holding pura: tem como principal finalidade a gestão do capital inicial das empresas que são controladas por essa modalidade, restringindo suas ações às questões financeiras.

Dessa maneira, é preciso estar atento a todas as diferenças para que possa compreender quais suas vantagens.

Quais são as vantagens de abrir uma holding patrimonial?

Uma holding patrimonial, como já citamos em outros momentos durante nosso artigo, oferece diversas vantagens àqueles que participam dessa modalidade empresarial.

Afinal, possui o objetivo de facilitar e trazer maior praticidade à gestão de bens imóveis, além de possibilitar que sejam conquistados novos benefícios fiscais.

Uma holding patrimonial, por exemplo, possui maior índice de indicação para aqueles empreendedores que contam com altos valores patrimoniais.

Assim, contam com pessoas qualificadas para administrar os recursos em questão.

O propósito oferecido por uma holding traz uma série de vantagens, como, por exemplo, um melhor planejamento sucessório e a redução de maneira eficiente das tributações.

Qual é a diferença entre holding patrimonial e familiar?

Apesar de todas as pontuações e as vantagens que uma holding oferece, é preciso dizer também que existem diferenças entre a patrimonial e a familiar.

Como informamos de início, a holding patrimonial tem a missão de gerenciar, cuidar, organizar e controlar bens imóveis de pessoas físicas, em uma única estrutura societária.

Por sua vez, a holding familiar, mesmo com uma finalidade semelhante, reúne os bens e os direitos de uma família.

Ou seja, a familiar consiste na abertura realizada por membros de uma mesma família, com o objetivo de administrar o patrimônio de forma conjunta.

Como funciona uma holding familiar?

Mas, afinal, como funciona uma holding familiar? Ela segue os mesmos passos da patrimonial?

Isso é o que você descobrirá agora!

Em grande maioria, a holding familiar é apresentada como uma sociedade limitada. Ou seja, é uma LTDA.

Sendo assim, os bens dos componentes dessa modalidade empresarial são integrados como capital social, ficando protegidos de quaisquer que sejam as disputas entre os familiares, enquanto pessoas físicas.

Quais são as vantagens de uma holding familiar?

Assim como a holding patrimonial, a familiar também oferece uma série de vantagens para aqueles que a constituem.

Dentre as principais, estão:

  • Administração de patrimônio de forma melhorada e facilitada;
  • Aumento na proteção de bens, em casos de casamentos ou até mesmo separações;
  • Planejamento sucessório eficiente e aprimorado;
  • Redução dos impostos que são pagos sobre bens ou receitas.

Contudo, para que sejam aproveitados todos os benefícios, é preciso entender como realizar o procedimento de abertura e constituição de uma holding.

Como abrir uma holding e qual o seu faturamento?

Entender como funciona o processo para abertura de uma holding, bem como algumas questões que envolvem o seu faturamento, pode ser crucial para se obter sucesso.

Afinal, estamos falando de diversas burocracias e complexidades.

Contudo, para abrir uma holding, basta seguir os mesmos procedimentos de abertura que estão relacionados a outros negócios.

Ou seja, é um processo comum para abertura de empresa, onde inclui questões como:

  • Escolha do regime tributário ideal;
  • Definição do enquadramento jurídico;
  • Elaboração do contrato social;
  • Registro da holding junto aos órgãos;
  • Solicitação de licenças e alvarás; entre outros.

No entanto, é preciso definir também qual o tipo de sociedade empresarial a sua holding terá.

Para esse modelo, existem apenas duas possibilidades: Sociedade Limitada ou Sociedade Anônima.

Em relação aos regimes tributários, somente é possível ser optante pelo Lucro Presumido e Real, visto que o Simples Nacional não abrange atividades que estão ligadas à compra e venda de imóveis.

Sendo assim, contar com o suporte de profissionais da contabilidade é fundamental para auxiliar no momento de constituição de sua holding patrimonial.

Tenha uma contabilidade especializada em seu segmento

É preciso ter em mente que um holding não visa, obrigatoriamente, gerar faturamento. 

Como já mencionado, essas empresas não realizam operações comerciais.

Sua formação, a exemplo da holding patrimonial e familiar, limita-se a administrar os patrimônios que estão sob a sua custódia.

Porém, por estarem administrando os bens como pessoas jurídicas, a tendência é que haja a redução dos custos provenientes com pagamento de impostos, o que acaba resultando em lucros maiores.

Sendo assim, apesar de parecer, teoricamente, algo extremamente positivo, é importante que esteja atento a todos os detalhes para que maiores complicações não surjam e, assim, tenha tudo virado de cabeça para baixo.

Conseguir gerenciar e administrar todas essas questões burocráticas, bem como o que envolve o patrimônio dos componentes da sociedade, certamente é algo difícil e que precisa de muita atenção, principalmente se tratando de diversas situações em conjunto e, também, pensando nos impactos que podem gerar financeiramente.

Nós, da Integral Prime, dispomos de uma contabilidade para holding patrimonial que conta com profissionais especializados nesta modalidade empresarial e tudo o que envolve os aspectos administrativos.

Prezamos encontrar, por meio de estratégias e de soluções eficientes, o equilíbrio financeiro e a melhor proteção patrimonial possíveis para a sua holding.

Portanto, deixe a preocupação com quem entende do assunto e foque no que realmente importa para você!

Nós, da Integral Prime Assessoria Contábil, estamos à disposição e prontos para oferecer todo conhecimento e toda experiência de nossos profissionais.

Sendo assim, entre em contato conosco para que possamos compreender as reais necessidades de sua rotina e, consequentemente, identificar o que podemos fazer pelo seu negócio.

Clique aqui e veja o que a Integral Prime pode fazer por você e sua holding patrimonial!

5/5 - (1 vote)
Summary
Holding patrimonial: de que você precisa saber?
Article Name
Holding patrimonial: de que você precisa saber?
Description
Leia o nosso artigo e saiba tudo sobre uma holding patrimonial e entenda mais detalhes sobre essa modalidade empresarial.
Author
Publisher Name
Integral Prime
Publisher Logo

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.